focar na ergonomia ao escolher calçados
Saúde Tecnologia

Por que é importante focar na ergonomia ao escolher calçados?

Lendo este artigo até o final, você saberá o Por que é importante focar na ergonomia ao escolher calçados? Entenda tudo sobre este assunto tão importante.

Os pés são uma estrutura essencial dentre a evolução da humanidade e contar com a ergonomia de calçados confortáveis que podem ser utilizados no dia a dia permite mais conforto e até mais qualidade nos afazeres, tanto na vida pessoal quanto na rotina profissional ou estudantil.

Essa parte do corpo relativamente pequena deve suportar, equilibrar e, simultaneamente, absorver quaisquer impactos.

Sendo uma parte muito importante para a locomoção, para caminhar, correr, pedalar, ou mesmo para pisar no acelerador de um carro, os pés precisam estar confortáveis dentro de um calçado. 

Ou seja, está entre os membros do corpo humano que realizam muitas tarefas ao longo da vida. Um trabalho realmente difícil. 

De alguma maneira, em um cenário ideal, os pés poderiam ficar sem qualquer sapato a vida toda. Isso fortaleceria os músculos conforme os exercícios físicos diários. No entanto, essa teoria não funciona na prática por diversas razões, entre as quais;

  • Alterações climáticas;
  • Condições do solo;
  • Risco de doenças;
  • Sensibilidade da planta dos pés.

Por isso que existem os sapatos com ergonomia adequada permitindo proteger, estabilizar e aquecer os pés. 

Quem trabalha com eletricidade, por exemplo, como a instalação de alarmes monitorado e cercas elétricas, precisa utilizar calçados com sola de borracha, entre outros equipamentos de proteção individual e coletiva.

Ainda assim, os problemas nos pés geralmente se desenvolvem de forma lenta e imperceptível, em muitos casos por causa de sapatos apertados, ou mesmo de número maior que o necessário.

Outra situação que precisa ser levada em consideração é que os problemas nos pés aumenta com o passar dos anos e o avanço da idade. 

Há inconvenientes típicos que levam a queixas em relação à pele e unhas, dores pontuais e lesões devido aos tendões, entorços e tensões anormais. 

Além disso, sapatos apertados em pontos específicos podem gerar ferimentos, calos e impossibilitar um caminhar adequado, criando impactos a longo prazo.

A necessidade de ajuste e conforto nos pés

A forma dos pés geralmente é herdada do pai ou da mãe biológicos. Devido à forma assimétrica dessa estrutura de apoio do corpo humano, as medidas desempenham um papel muito importante na escolha de um sapato. 

Dessa forma, é preciso verificar a largura, o comprimento e a circunferência para encontrar o calçado mais adequado ao formato dos pés, como no caso de instaladores de equipamentos eletrônicos que trabalham em empresas de locação de impressoras para escritórios. 

Assim, o calçado precisa ter uma ergonomia eficiente para manter o equilíbrio e a segurança nos passos, mantendo a postura de forma eficiente e menor impacto sobre o corpo.

A verdade é que o mais crucial é encontrar um ajuste que melhor se adapta aos pés. Normalmente, uma pessoa pode sentir se o sapato se encaixa de forma confortável. Caso isso aconteça, significa que ela encontrou o calçado certo.

Ao longo do tempo, centros de estudo e pesquisa determinaram que a forma e largura dos pés mostram que a maioria das pessoas se enquadra em um tipo de pé estreito, regular ou largo, enquanto pés extra-estreitos e extra-largos são mais raros de encontrar.

A ergonomia relacionada aos pés

Antes de continuar, é preciso entender que a ergonomia é um estudo da melhoria das interações humanos em contraponto ao meio ambiente, particularmente em torno de relações físicas com produtos, equipamentos e sistemas diversos. 

A ergonomia também melhorou a maneira como as pessoas utilizam os sapatos na linha de produção de envelope personalizados, bem como pode envolver a disposição de mesas e cadeiras nesses espaços para trazer mais conforto à rotina. 

No caso dos sapatos, como apresentado acima, as pesquisas demonstraram que calçados mal ajustados ou desgastados colocam mais estresse nos pés.

Isso leva a uma sobrecarga em todo o corpo, podendo causar lesões, problemas físicos relacionados e até mesmo estresse psicológico.

Outro fato da vida que a ergonomia aborda é que, à medida que as pessoas envelhecem o tamanho dos pés muda, podendo se tornar mais longos e mais largos com o passar do tempo e pelo desgaste natural.

Além disso, as almofadas de gordura nos calcanhares e nas pontas dos pés secam e diminuem de tamanho conforme a idade avança. Assim, quanto mais velha uma pessoa se torna, o calçado com design ergonômico torna-se cada vez mais necessário para o próprio bem-estar.

A importância da ergonomia na produção de calçados

A indústria de calçados tem responsabilidade social sobre a produção dos produtos que chegam aos pés da população. 

Com isso, qualquer empresa relacionada a esse segmento deve estar atenta a 4 pontos específicos dentro de um projeto de calçado com a devida ergonomia, e que proporciona conforto e mobilidade segura. 

  1. Condições adequadas e melhor funcionamento

Um calçado ergonômico proporciona uma condição adequada e com funções plenas para um caminhar seguro dentro dos parâmetros para o qual um calçado é desenvolvido. 

Há atletas profissionais e amadores que participam das mais diferentes atividades físicas, e por isso, os calçados devem ser adaptados de acordo com a movimentação do corpo, a estrutura corporal, o tipo de solo, entre outras características. 

Quem trabalha em uma empresa de portaria fica grande parte do tempo atenta às atividades, e isso significa atender a entrada do portão social, a garagem, entre outras tarefas relacionadas à profissão.

Para a sociedade, de uma forma geral, a idade e o desgaste tornam os pés mais planos, o que causa dor, lesões e problemas de locomoção. 

Um sapato ergonomicamente projetado, que inclui suporte de arco anatômico, mantém os pés na posição e na forma adequada para serem totalmente funcionais e eliminar qualquer sensação de dor.

  1. Absorção de impacto e choque

As solas ergonômicas ajudam a reduzir a pressão no calcanhar e evitam choques e impactos em todo o corpo, o que ajuda a aliviar dores que podem surgir a longo prazo nos pés, nos joelhos e nas costas. 

Os funcionários que trabalham em uma empresa que presta serviço em forma de terceirização de limpeza precisam utilizar calçados resistentes para o dia a dia, e que protegem, inclusive, a parte superior dos pés, para evitar qualquer choque de objetos.

  1. Alívio da fadiga 

O material utilizado em uma sola ergonômica oferece maior suporte e evita que os pés se cansem, o que também evita que o próprio usuário fique cansado. 

Os trabalhadores que atuam no setor da construção civil podem recorrer a calçados que reduzem a fadiga, depois de um dia de trabalho em que é preciso fazer a instalação de tubos galvanizados em uma planta industrial.

Por isso é preciso empregar um sistema de calçado que aumente a circulação sanguínea e reduza a tensão muscular dos pés.

De forma geral, o calçado apropriado substitui a energia que a pessoa perde quando utiliza um sapato velho ou de baixa qualidade.

  1. Resistência às ações e agentes da natureza

O forro de tecido de alta qualidade de um calçado anatômico e com ergonomia apropriada é produzido com materiais antibacterianos, o que ajuda a eliminar a transpiração e eliminar o odor dos pés. 

Além disso, proporciona maior resistência a mofo, fungos, bactérias e o temido chulé. 

Atenção aos sinais de problemas dos pés

Não é incomum que as pessoas sintam que os pés estão cansados após um longo dia de trabalho, seja em pé atendendo em uma loja de bicicleta ou caminhando de casa para a empresa em que atua profissionalmente.

Na maioria das vezes, o desconforto sentido pode desaparecer após algum momento de descanso. No entanto, há casos em que os problemas apresentados podem ser sinais de que as condições dos pés são muito graves. 

Quando uma pessoa sente uma dor prolongada, e observa problemas recorrentes na região dos pés, é preciso prestar atenção. 

São indícios de que é preciso procurar um tratamento médico e verificar se os calçados utilizados são próprios para as atividades do dia a dia, para evitar que uma simples complicação possa se tornar um agravamento da saúde, de uma forma geral.

A melhor forma de escolher um calçado ergonômico

Por fim, para escolher sapatos ergonômicos, é preciso ter em mente que a regra básica de que os pés nunca devem corresponder ao formato do calçado em si. 

Muitas pessoas pensam que os calçados devem ser mais estreitos quando são novos porque estes podem se “abrir/lacear” como resultado do uso diário. Esse erro faz com que muitos compradores escolham sapatos apertados. 

Caso um funcionário de uma empresa que realiza desentupimento 24 horas em encanamentos residenciais e comerciais precise de um calçado adequado para o conforto e a segurança durante a atividade profissional, é preciso identificar um que esteja confortável a primeiro momento também.

Além disso, é preciso considerar que, na maioria dos casos, um pé é um pouco maior que o outro, e por isso é preciso usar sapatos do tamanho daquele que é maior. Uma estratégia é andar pela loja com o calçado novo e certificar-se de que ele é confortável.

Se necessário, é possível utilizar uma palmilha adaptável para o pé menor e, assim, comprar o sapato do tamanho e formato dos pés, e não apenas pelo tamanho descrito na língua ou na sola.

Falando em sola, esta deve ter duas propriedades básicas, sendo que a primeira é absorver choques durante a caminhada e, a segunda, deve ser durável e não escorregadia.

Dessa forma, é possível contar com um calçado que proporciona a proteção adequada para os pés, com acolchoamento acima do calcanhar.

Enfim, é preciso focar na ergonomia do sapato para poder manter os passos seguros, e uma vida mais saudável e livre de qualquer problema corporal.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.